Artigos

O bom desempenho das empresas

... pode ser medido pela capacidade que elas atendem às necessidades de seus clientes, proporcionam lucros adequados e promovem satisfação e motivação de seus colaboradores.

Sergio Vieira Holtz Filho

Para o consultor empresarial Vivaldo Vieira de Figueiredo, algumas condições são necessárias para que este desempenho seja atingido. "Em primeiro lugar, é necessário que as empresas apresentem produtos com boa margem de lucro e que interessem ao mercado."

Em segundo lugar, diz ele, deve-se apresentar um produto que atenda às necessidades do mercado, a um custo compatível. "A somatória desses é que proporciona à empresa condições de alto desempenho."

História

Para se entender o que acontece e como se chega à Organização de Alta Performance é necessário entender um pouco da história da administração.

Os modelos tradicionais de administração funcionaram em um primeiro momento baseados nos conceitos de Taylor e Weber.

Esses modelos, segundo Vivaldo, comparavam a empresa a uma máquina e tinham como princípio a análise exaustiva de sistemas de trabalho. "Esse sistema tinha como objetivo eliminar qualquer iniciativa do pessoal operacional e criar um conjunto coerente de regras que estabelecesse relações hierárquicas claras.

As Organizações de Alta Performance surgiram após a 2ª Guerra Mundial, quando houve uma nova visão das empresas. Estas organizações preocuparam-se com quatro fatores: o trabalho a ser feito, a informação e a tecnologia disponíveis e o pessoal que faria o trabalho.

Renovação

A Alta Performance pretende criar mecanismos que permitam assegurar a capacidade de renovação, reconfigurando o trabalho de acordo com as mudanças no ambiente e, principalmente, atendendo às necessidades do cliente.

Vivaldo conta que a adequação de todos esses fatores permite criar espaços para redução de custos, com otimização dos recursos e obtenção de melhor qualidade. "Seus princípios são coerentes com os princípios do Gerenciamento da Qualidade: motivação interna e redução da rotatividade e absenteísmo."

As empresas de Alta Performance exigem de seus administradores grande adaptação a uma nova realidade. "Elas têm que administrar e ser um modelo de mudança", diz Vivaldo

02/1999

Veja também